domingo, 21 de fevereiro de 2016

Deus e o Ditador


Resultado de imagem para desenho de marceneiro

Deus não é ditador
O ditador é uma pessoa que acredita piamente ser superior à todas as demais pessoas (não sendo), e assim pode impor a elas seu modo de vida e suas regras. O controle de tudo está em suas mãos, como as leis, os legisladores, a força policial e militar. A justiça é aquilo que ele pensa em termos de domínio e qualquer um que se levantar contra ele deve ser severamente punido ou morto. Na ditadura o poder é fixado em apenas uma ordem: O Ditador.
Segundo alguns, Deus se enquadra dentro dessas características ditatoriais, pois determina tudo como deve ser e acontecer.
Não! Deus não é assim. Deus é Amor.
Imagina se Deus assim fosse Ele quereria a perfeição em todos os atos humanos. Logo, todas as nossas atitudes deveriam passar pela aprovação de Deus e assim todos alcançariam a perfeição. Não nos esqueçamos que só Deus é Perfeito em grau Absoluto!
Se Deus fosse um ditador, nós não teríamos liberdade de decisão, não teríamos livre-arbítrio e esse deus estaria mais para um deus muçulmano do que para o Deus cristão.
Um marceneiro ao talhar com seu formão uma cadeira, debaixo das ordens de Deus, para que ela fosse perfeita, faria do marceneiro não um ser humano livre, mas apenas um instrumento semelhante ao formão.
Graças a Deus somos livres por todas as nossas escolhas.
Um mundo Imperfeito, mas com liberdade de escolhas. Poderia ser um mundo Perfeito, mas sem possibilidades de escolhas e erros. Os pecadores fazem suas escolhas e por errarem tornam o mundo imperfeito.
Esse mesmo marceneiro talvez tenha entalhado a Cruz onde o único e verdadeiro Deus foi duramente crucificado. Como pode esse Deus ser um Ditador?
O Amor de Deus faz com que Deus recue, se esvazie, para que nós possamos acertar e errar.
O Determinismo é um lixo que depõe contra o Amor de Deus e toda liberdade do ser humano.